quarta-feira, 29 de junho de 2011

TUDO BRANCO

Uma leve e gélida brisa toca meu rosto
Olho ao meu redor
Tudo está branco

No parque passeia minha lembrança
A luz do sol refletida no lago gelado
Meu sorriso não posso conter

Meus cabelos esvoaçantes dançam ao toque da brisa
A leve brisa que toca meu rosto
Ao meu redor, tudo está tão branco...

No lago, uma imagem...
Preto e branco.
Nossas sombras desfilam no gelo
Como testemunhas, pinheiros cobertos de neve
Pinheiros em preto e branco

Meu sorriso não posso conter
Aquela valsa no lago
Com os cabelos esvoaçantes
E o leve toque da brisa gelada

Onde tudo começou...
Onde se perpetuou...
Num dia de inverno,
Com a mais perfeita luz do sol

E ao meu redor, tudo branco.


(Ana - 2006)

quarta-feira, 22 de junho de 2011

DIAS

Os dias às vezes passam tão rápido
Às vezes levam séculos para passar
Às vezes o sol brilha forte e castiga a terra
Às vezes sua luz é suave

Outras vezes as nuvens encobrem o céu
Como um lençól cinza
E de cinza, tornam-se negras
Derramando sua tormenta
Socorrendo a terra
Os dias sempre correm quando juntos à felicidade
Sempre caminham vagarosamente
Quando juntos à tristeza

Dias que chegam tão rápido
Dias que demoram a chegar
Dias difíceis
E outros incrivelmente deliciosos

Se eu pudesse, escolheria dias em que só houvesse ternura
Sol fraco e chuva doce
Amor e tranquilidade
Dias em que eu estaria com você
Dias em que fugiríamos
E... Quem sabe um dia...


(Ana Cristina - 2006)

Loading...